quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Normose

Por Ela

Para refletir...

"Lendo uma entrevista do professor Hermógenes, 86 anos, considerado o fundador da ioga no Brasil, ouvi uma palavra inventada por ele que me pareceu muito procedente: ele disse que o ser humano está sofrendo de normose, a doença de ser normal.

Todo mundo quer se encaixar num padrão. Só que o padrão propagado não é exatamente fácil de alcançar. O sujeito "normal" é magro, alegre, belo, sociável, e bem-sucedido. Quem não se "normaliza" acaba adoecendo. A angústia de não ser o que os outros esperam de nós gera bulimias, depressões, síndromes do pânico e outras manifestações de não enquadramento. A pergunta a ser feita é: quem espera o que de nós? Quem são esses ditadores de comportamento a quem estamos outorgando tanto poder sobre nossas vidas?

Eles não existem. Nenhum João, Zé ou Ana bate à sua porta exigindo que você seja assim ou assado. Quem nos exige é uma coletividade abstrata que ganha "presença" através de modelos de comportamento amplamente divulgados.
Só que não existe lei que obrigue você a ser do mesmo jeito que todos, seja lá quem for 'todos'. Melhor se preocupar em ser você mesmo.

A
normose não é brincadeira. Ela estimula a inveja, a auto-depreciação e a ânsia de querer o que não se precisa. Você precisa de quantos pares de sapato? Comparecer em quantas festas por mês? Pesar quantos quilos até o verão chegar?

Não é necessário fazer curso de nada para aprender a se desapegar de exigências fictícias. Um pouco de auto-estima basta.
Pense nas pessoas que você mais admira: não são as que seguem todas as regras bovinamente, e sim aquelas que desenvolveram personalidade própria e arcaram com os riscos de viver uma vida a seu modo.

Criaram o seu "normal" e jogaram fora a fórmula, não patentearam, não passaram adiante. O normal de cada um tem que ser original. Não adianta querer tomar para si as ilusões e desejos dos outros. É fraude. E uma vida fraudulenta faz sofrer demais.

Eu não sou filiada, seguidora, fiel, ou discípula de nenhuma religião ou crença, mas simpatizo cada vez mais com quem nos ajuda a remover obstáculos mentais e emocionais, e a viver de forma mais íntegra, simples e sincera. Por isso divulgo o alerta: a
normose está doutrinando erradamente muitos homens e mulheres que poderiam, se quisessem, ser bem mais autênticos e felizes."
Martha Medeiros
05.08.07
Jornal Zero Hora
P.Alegre - RS

Obrigada, meu lindo, por me ajudar sempre a ser cada dia menos 'normal'...
Amo vc...

22 comentários:

kika disse...

Nem lembrava dessa música mais! Mas digamos que Contrariou bastante o ser aqui. O vermelho das unhas subiu para o sangue rsrsrs. Um SAI um tanto quando SAIII de verdade! rsrsrs

Ai ai, já passou, tá! Não precisa ficar com medo de mim =)

Saudades de vocês! O Ti nem conheço, ele tem medo de entrar no mundo dos Trouxas??? Brincadeirinha, tá!

Um Xêro pra vocês!

Erika disse...

Tudibom é ser assim louco.

Né?

Mió de bão é nóis na veia rsrs

beijosss nocês dois kiridus

ela disse...

Kiiiiika, kikinhaaaaa... passou mesmo, jura? posso me aproximar? sério?! rsrsrsrsrsrs...

Erika, eu não sou tão louca, sou 'meio' normal, mas me esforço para me 'curar', juro! eheheheh...

Helen disse...

Eu tb acho que os piores juízes somos nós mesmos. Na verdade, ninguém tá ligando muito se somos assim ou assado, nós é que nos comparamos (e nos achamos sempre abaixo de) o tempo todo...

beijo!

Andrea disse...

Adoro a músicatambém. A Martha nem tanto mas confesso que o texto mexeu comigo.

ela disse...

Helen, na verdade eu acho que as pessoas ligam sim. Ô povinho pra se incomodar com a vida alheia!! Mas concordo com vc que nós somos nossos próprios carrascos...

Andrea, o texto faz pensar mesmo! Mas de que música cê tá falando?!

Kika disse...

O Nêga! Tá dóida???? Não foi você que contrariou o ser nãooooo. Claro que não foi kkkkkkk rindo muito do seu comentário!!!

É que você lembrou da música que encaixava direitinho no momento rsrrs. Trouxas! Você já deve ter ouvido falar neles!!!

Você é legal! Foi só um mal entendido! Fica sussa!

Um Xêro!

Anônimo disse...

Risos!!!Definitivamente....Eu não sou normal!!!
Adorei o texto!!!
Beijinhos!
Thaís M M

Palhaço disse...

voltei!!!! :P

Aline e Marcelo disse...

Realmente existe um "padrão invisível" a ser seguido.
A são tantas as ditaduras nesse aspecto, a moda, a aparência física, o peso, as roupas, a casa, o carro, etc etc...
Certa vez escrevi um pequeno post que perguntava por que todos os moleques usam a mesma roupa.
Todos usam boné, camiseta, bermuda até os joelhos, tênis e meia até as canelas.
Mas absolutamente TODOS, é só reparar.
As respostas que recebi me pareceram fazer sentido, eles vestem-se em uníssono exatamente para sentirem-se aceitos.
Creio que isso é algo inconsciente, mas todos, de uma forma ou de outra, padecemos da mesma "doença".
A necessidade de aceitação é algo instintivo.
Well...Essa é a minha singela opinião,rs.

Beijos nossos.
Marcelo

ela disse...

Kika, uuuuuuuuuffaaaaaaaaaaaaa! hauahuahuahuahauhauahu...
PS: acho uma gracinha essa gíria de vcs, "sussa"... a gente não fala isso por aqui... Bjocas!

Thaís, bom pra vc, menina, continue assim e, se puder, dê-me umas dicas, estou aprendendo! ;)

Palhaço, oba!

Marcelo, já ouvi até que eu sou uma pessoa medíocre por não seguir todos os padrões da 'galera', por dar valor a certas coisas que as pessoas já não valorizam mais hoje... Paciência, tenho é pena. Pena dessa pessoa que disse isso a mim se achando o fodão, mas que nem tem namorada, esposa, amigos de verdade e tem que mergulhar a cabeça no trabalho pra justificar sua existência... Dá pena de gente assim, né?
Beijos nossos tb.

VALENTINA disse...

oie, sou a valentina, comecei um blog porque a nutricionista queria avaliar mais de pero minha alimentação, faço hemodiálise, mas acabou que o que menos falo hoje é do comi, descobri que aqui posso falar tudo o que eu quiser...me passaram seu blog, adorei!!!Venha visitar o meu, garanto que de normal não tem nada!!!Beijos

Renata disse...

É a primeira vez aqui no seu blog e adorei. Esse texto tem tudo a ver com o momento que estou passando. Adorei!
beijos

Mércia disse...

Fantástica Martha Medeiros!!!!
Cada um com o seu jeito de ser é muito mais!!!!!!
Tenho aparecido pouco aqui e lá no Espelho...rssss!!!!
Bjos...muitas alegrias.

ela disse...

VALENTINA e Renata, sejam muito bem-vindas aqui ao nosso cantinho, viu? Adoramos receber gente boa nova! Passo lá pra visitar vcs agorinha.

Mércia, quem é viva aparece, né, lindona?! Senti sua falta de verdade! Bjos!

Felipe disse...

somos todos pouco normais.

ela disse...

Felipe, por isso mesmo acho uma pena muitos de nós tentarem se 'normalizar' procurando um padrão para se encaixar, não é? ;) Seja bem-vindo! Não consigo te visitar porque seu perfil não está compartilhado... :(
Volte mais!!!

Luara disse...

Olha não sou normal e pretendo continuar assim.
Ser normal deve ser chato demais!!
Beijos, adorei o texto!!!!!

Jana, será que o casal de BH vence menina????

ela disse...

Tarci, não sei, mas o meu voto, apoio e torcida eles têm! E eu conheço a Mônica! Parece que a gente vai poder ligar a partir de hoje pra votar...
:D Bjocas!

.Emily. disse...

normalidade???sei...as fotos novas no orkut são bem normais!!eheheheh..a.dorei!

aliás, adorei esse texto tmb, vou guardar aui!

beijão procês.

ela disse...

Emily, disse que de locuo tod mundo tem um pouco, né? rsrsrsrsr... Bjoca.

[ r ê ] disse...

não ao padrão!...só falta alguém concordar com o meu 'não-padrão' tb...rs